Projeto ST E8G



CALENDÁRIO: 2021 - 2022

DESTINATÁRIOS: Crianças e jovens entre os 6 e os 30 anos, em situação de exclusão e/ou vulnerabilidade social e/ou descendentes de imigrantes.

LOCAL: São Teotónio


O Projeto ST-E8G vem dar continuidade a um sonho, o sonho de acolher a diversidade cultural como uma mais valia para o território.

A TAIPA, mantém, desde 2013, a mesma responsabilidade enquanto entidade promotora e gestora do Projeto ST, tendo como consórcio de parceiros a Câmara Municipal de Odemira, Freguesia de S. Teotónio, Comissão de Proteção de Crianças e Jovens em Risco de Odemira, Agrupamento de Escolas de S. Teotónio, com as quais partilha a responsabilidade de intervenção na comunidade e a articulação com o programa financiador – Programa Escolhas, Alto Comissariado para as Migrações.

São Teotónio mantém a tendência dos últimos anos enquanto território recetor de migrantes, sendo atualmente o território do Alentejo com a maior taxa de população migrante (8157 pessoas) 67% dos migrantes registados no distrito de Beja reside no concelho de Odemira, nos últimos anos maioritariamente de países terceiros, nomeadamente Asiáticos. Estas alterações trouxeram mais crianças, jovens e famílias à comunidade local. O processo de adaptação das entidades locais tem sido contínuo, assim como os esforços do Projeto ST na formulação da melhor resposta possível para as crianças que participam nas atividades. 

O Projeto ST-E8G tem definido como objetivo geral Promover a integração social, escolar e comunitária das crianças e jovens migrantes, através da criação e fomentação de respostas colaborativas na freguesia de S. Teotónio.

 

A sua intervenção assenta em 3 pilares:

Envolver anualmente crianças e jovens em atividades que contribuam para o sucesso escolar e para a diminuição do absentismo escolar, bem como para o desenvolvimento de competências pessoais, sociais e profissionais

Melhorar os resultados escolares.

Desenvolver competências pessoais e/ou sociais e/ou cognitivas

Em 2021 e 2022 o Projeto ST-E8G conta dar apoio às famílias, crianças e jovens nas dificuldades acrescidas causadas pela pandemia. 

Este projeto pretende ser um Espaço de Tod@s e para Tod@s, valorizando a singularidade de cada um – a diversidade é o ponto forte desta intervenção!