CUI(DAR)+



CALENDÁRIO: 02 novembro 2018-31 dezembro 2020

DESTINATÁRIOS: Cuidadores/as Informais e Formais e suas famílias

LOCAL: Concelho de Odemira


Como resultado de uma candidatura da TAIPA ao Programa de Parcerias para o Impacto – Instrumento de Financiamento da Estrutura de Missão Portugal Inovação Social – o concelho de Odemira vai receber o Projeto “CUI(DAR)+.

Esta iniciativa pretende ser uma resposta para criação de uma estrutura de apoio e de acompanhamento dos/as cuidadores/as formais e informais, centrado em 3 níveis de bem estar - Psicológico, Social e Físico - através do desenvolvimento da seguinte estratégia de Intervenção: Criação de um Gabinete de Apoio à Pessoa Cuidadora, onde esta poderá recorrer para um atendimento e acompanhamento psicológico e social dos/as cuidadores/as, a título gratuito. Formado por uma equipa multidisciplinar será uma mais valia para um acompanhamento mais abrangente e para uma resposta às necessidades dos/as cuidadores/as mais diversificada e complementar aos serviços e estruturas já existentes no território no âmbito das respostas na área da Saúde. 

O acompanhamento psicológico será individualizado e o acompanhamento social prestado pela equipa do CUI(DAR)+ facilitará e orientará os/as cuidadores/as no acesso aos seus direitos e outras questões burocráticas no acesso a serviços e estruturas que promovam melhorias na sua qualidade de vida e na prestação dos cuidados. Este apoio será também disponibilizado via telefone e em regime presencial de itinerância, sempre que a situação o justifique, uma vez que o território de Odemira além de extenso em área é caracterizado pela dispersão populacional.

Enquadrado no acompanhamento psicológico, o Gabinete prestará apoio através da gestão de Grupos de Ajuda Mútua (GAM) dirigidos aos/às cuidadores/as, cujos encontros decorrerão com alguma regularidade, decorrerão em pequenos grupos, serão gratuitos, permitindo que seja um espaço de partilha de experiências que contribua para diminuir o stress associado aos seus problemas e, com a orientação do/a psicólogo/a, contribuir para aumentar as competências para lidar com o mesmo. Nestas reuniões partilhar-se-ão experiências, sentimentos, ideias e opiniões, num ambiente seguro, confidencial e de proximidade. Através desta interação, os elementos procuram ajudar-se na gestão destes sentimentos e na procura de formas de lidar com as dificuldades, potenciando os sentimentos de autocontrolo e autoestima.

No sentido de possibilitar a ausência do/a cuidador/a pelos períodos necessários, seja por questões do seu descanso pessoal - Descanso do/a Cuidador/a - seja para poder resolver questões do foro pessoal ou profissional (quando aplicável), o projeto permite que o/a cuidador/a se possa ausentar deixando o/a dependente entregue a profissionais da área dos cuidados  de saúde, com capacidade de resposta de acordo com a especificidade das necessidades do/a dependente, em contexto doméstico, sem o retirar da sua área de conforto.

Serão promovidos no decorrer destes 26 meses workshops e ações de sensibilização direcionados/as para os/as cuidadores/as formais e informais, e também para a população em geral, nas seguintes mais diversas temáticas que vão desde a saúde mental do/a cuidador/a, a estratégias para lidar com doenças/limitações específicas dos/as dependentes, a prestação dos cuidados básicos diários e formas de estímulo sensorial, cognitivo e físico da pessoa dependente, e outras áreas de necessidade identificadas no decorrer do projeto

O projeto vai também possibilitar à pessoa cuidadora o Acesso a Cartão “Cuidar+” que dará acesso a descontos diretos na aquisição serviços ou aquisição de produtos na área dos cuidados de saúde e bem-estar físico e mental, através de uma parceira estabelecida com o comércio local do concelho de Odemira que, no decorrer do projeto, se aliem a esta iniciativa, bem como o acesso a outros serviços como o Acompanhamento a consultas; Idas à farmácia; pequenas compras de mercearia.

Acresce ainda às atividades do CUI(DAR)+ uma vertente tecnológica que permite uma proximidade do projeto aos seus beneficiários através de um portal online responsivo que, à semelhança de uma aplicação informática, além de conter toda a informação do projeto, possibilita o acesso aos serviços e apoios que o mesmo disponibiliza através de um click (exemplo: agendamento de um atendimento psicológico, inscrição num GAM, requisição de “substituição” para prestação de cuidados ao domicílio em determinado dia e horário específico, etc).

Considerado, em análise técnica, pela equipa da Estrutura de Missão Portugal Inovação Social “Tratar-se de um projeto que desenvolve respostas inovadoras para problemas sociais, distintas das respostas tradicionais pelo seu potencial de impacto e sustentabilidade (…)”, respondendo aos requisitos desta tipologia de operação, o CUI(DAR)+ é o primeiro projeto com intervenção exclusiva no concelho a trazer para Odemira uma iniciativa do Portugal Inovação Social. 

O trabalho em parceria será a chave do sucesso desta iniciativa pois será através da rede formal de prestação de cuidados de saúde do concelho de Odemira que o Gabinete CUI(DAR)+ vai ganhar corpo enquanto resposta inovadora no âmbito das necessidades dos/as cuidadores/as e consolidar-se enquanto resposta complementar das estruturas de apoio já existentes.

Financiado a 70% pelo Programa Operacional Inclusão Social e Emprego (POISE) e comparticipado a 30% pelo Município de Odemira, enquanto investidor social, o projeto CUI(DAR)+ terá início em novembro de 2018 e tem o término previsto a 31 de dezembro de 2020.


Para mais informações consulte     documento .pdf